Uso do Laser de Femtosegundo em casos complexos de catarata

  1. Homepage
  2. Uso do Laser de Femtosegundo em casos complexos de catarata
AAEAAQAAAAAAAAywAAAAJDlhNzFmMDEzLWQzNWMtNGMxZC04MTFkLWVjNDU1ODQ0ZjhkYw

Alguns casos de catarata são mais complexos e exigem técnicas cirúrgicas mais apuradas e diferenciadas. Com as Cirurgias de Catarata Assistidas por Laser (Laser Assisted Cataract Surgery – LACS) é possível obter melhores resultados evitando complicações durante o procedimento.

Em geral costuma-se associar a precisão e reprodutibilidade das LACS com as Lentes Intraoculares (LIO) e com os resultados refrativos. Mas é possível fazer LACS em casos complexos considerando a diminuição da manipulação intraocular. Na minha prática cirúrgica, 26,6% das LACS realizadas foramde casos complexos*.

Estudos de Caso

  • Paciente com Hipermetropia de Alto Grau

Num caso de uma paciente com Hipermetropia de alto grau, o laser de femtosegundo permitiu uma capsulorhexis com incisão de 4,8mm. Mesmo com a limitação de espaço, a retirada da cápsula anterior foi bastante fácil. Para este caso escolhi usar uma fragmentação híbrida. Com o uso do laser, a fragmentação do cristalino foi mais rápida, com menos movimentos intraoculares e utilizando menos ultrassom durante o procedimento. A cirurgia terminou logo após o implante da LIO de alta dioptria.

Apesar de ainda serem necessárias mais evidências científicas sobre o assunto, temos indícios de que o endotélio corneano pode ser preservado com o uso do laser de femtosegundo.

  • Paciente com catarata pós Queratoplastia Penetrante

Após 35 anos da QP o paciente desenvolveu catarata. No outro olho ele possuía múltiplos queratocones sendo, por isso, um paciente de apenas um olho.

A cicatriz de QP não influenciou na ação do laser sendo possível fazer a fragmentação e as incisões com o laser sem problemas. Portanto, nesse caso, menos manipulação intraocular e menor tempo de ultrassom durante a cirurgia foram de grande benefício para o paciente tendo a córnea completamente translúcida uma semana após a cirurgia.

  • Catarata Branca Intumescente

Esta patologia também possui boa indicação para LACS já que há menos risco de uma Síndrome da Bandeira Argentina.

Um dos casos é uma paciente que desenvolveu, em 25 dias, uma catarata branca leitosa sendo bastante visível a configuração da lente anterior branca na OCT. Isso configura um paciente de alto risco de desenvolver a síndrome.

Para a cirurgia, o laser foi programado para realização da capsulorhexis. Como para a utilização do laser para fragmentação da catarata é necessário ter um nível de transparência, a retirada da catarata branca foi feita com a facoemulsificação tradicional. Ainda assim, o laser permite altíssima precisão na capsulotomia.

Analisando esses casos, é importante ter em mente que o Laser de Femtosegundo pode ser uma ferramenta importante para simplificar as cirurgias de catarata em casos complexos.

Convido os colegas a conhecerem um pouco do sistema LensX® AQUI e, ainda, a conhecerem a estrutura do OftalmoRio para a realização de Microcirurgias Oculares.

* Dados de Julho 2013 a Janeiro de 2015, totalizando 466 olhos operados

Avatar

Armando Crema

Author Since:  05/01/2018